Você está em:

Diversos

Linkedin lança ferramenta para testar habilidades

 

Conhecimentos em diferentes linguagens de programação, edição de imagens e outros idiomas são considerados diferenciais profissionais. Mas como um recrutador pode ter certeza de que o candidato realmente domina a habilidade que diz ter em seu perfil no LinkedIn?

 

Para resolver o problema, a rede profissional lançou um recurso que permite ao usuário da plataforma testar – e validar – competências específicas, de acordo com o nível que afirmaram ter ao elaborar seu perfil. Ao ser aprovado, o profissional ganha um selo de “habilidade verificada”. Este selo, por sua vez, torna o perfil mais visível nas buscas e reforça oportunidades de emprego, segundo o LinkedIn. A aprovação nos testes também permite ao LinkedIn o envio de vagas de emprego relacionadas a uma competência determinada.

 

Uma ressalva importante: é o usuário que decide se o resultado do teste vai aparecer ou não no perfil. Caso ele seja reprovado em uma avaliação para uma determinada habilidade, seu perfil permanecerá inalterado. Se quiser, ele pode refazer a avaliação em três meses.

 

Apesar de já estar em funcionamento no Brasil, o recurso só está disponível em inglês e não é acessível a todos os membros da rede. Entre as habilidades técnicas com avaliações já disponíveis estão domínio de programas como HTML, JavaScript, Python, Scala, WordPress e XML.

 

Também são avaliados os conhecimentos em Adobe Acrobat, QuickBooks e produtos do pacote Microsoft - Excel, Outlook, PowerPoint, Project, SharePoint, Visio e Word. Em sua página oficial, a rede diz estar trabalhando para ofertar mais testes.

 

Uma avaliação típica consiste em 15 a 20 perguntas de múltipla escolha. Para ser aprovado no teste, o usuário deve ter um percentual de acerto de 70% ou mais. Caso não seja aprovado, ele pode visualizar os resultados e assim aprimorar seus conhecimentos para tentar ter suas habilidades ‘validadas’ em uma próxima vez.

 

Segundo o LinkedIn, o recurso aumenta em 30% as chances de contratação para usuários que possuem habilidades verificadas pela avaliação. Cada avaliação, de acordo com a rede, “é construída por meio de um rigoroso processo de criação e revisão de conteúdo em parceria com os especialistas do setor de Aprendizado do LinkedIn e especialistas no assunto.”. 

 

 

fonte: RevistaÉpocaNegócios


Comente









Notícias Gerais